terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Encerramento de 2016


E assim mais um ano de ricos trabalhos se encerra.A apresentação final à comunidade se deu em clima de muita alegria.
Foi criado um enredo fictício onde algumas pessoas entraram em um circo e exploraram um baú com alguns objetos. 
A mesma apresentação ocorreu nos dois turnos, com pequenas alterações como escolha de algumas músicas.

O primeiro objeto que encontraram foi uma fotografia de várias crianças. Esta foi a deixa para iniciarem uma conversa na qual relembraram o tempo de Jardim de Infância. 
A cada momento que um objeto era retirado do baú comentavam sobre o que o faziam lembrar em relação ao tempo que estudaram no “jardim de infância”, isto é, na Educação Infantil. Ao comentarem a foto das crianças relembraram as amizades e a turma professora Simone Militão do maternal, 1º turno cantou Vem ser meu amigo da dupla Patati Patatá e a turma do maternal do 2º turno da professora Daniele cantou: Amiguinho da turma da novela Carrossel.



Ao encontrarem um livro de história e comentarem a alegria de ouvir história, a turma da professora Vanessa, 1º turno cantou:Leitura da Xuxa e da professora Raquel, 2º turno: Imaginação com Patati Patatá




Ao encontrarem pincéis falaram da diversão que era pintar no cavalete e apresentaram as músicas: Carolina do 1º turno: Vou pintar da Eliana e Renata do 2º Aquarela do Toquinho.



Ao encontrarem uma corda comentaram sobre as brincadeiras e o 1º turno da professora Juliana cantou: Se você quer sorrir, Patati Patatá e o 2º turno da professora Márcia cantou: Brincadeira de criança com o grupo Molejo.




Comentaram ainda o momento da novidade, do lanchinho, da recreação e da informática. A turma da professora Deborah do 1º turno e da Elaine Mendes do 2º cantaram Tempo de Alegria com Ivete Sangalo. Foi verdadeiramente um momento de alegria, pois todos, de todas turmas cantaram.

Lembraram ainda as experiências, os projetos e a turma da professora Carina, do 1º turno cantou: Uni duni tê com o Trem da Alegria e no 2º turno a turma da professora Elaine Sampaio cantou Lindo balão azul com Patati Patatá.







Assim as turmas foram se apresentando e no final todos juntos cantaram a música “Carrossel de Esperança” do Clube da Criança e foi uma animação geral.Para culminar cantaram novamente Tempo de Alegria pois gostaram muito da música e foi uma verdadeira festa das crianças com todos cantando e dançando.



Encerrando a diretora adjunta Camila Romero leu para os presentes a mensagem "Tudo que preciso saber aprendi no Jardim de Infância."

Assim se encerrou a apresentação de ano de 2016.

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Animação na Pré-escola


Entre várias atividades, durante o ano de 2016, ressalto aqui o trabalho com animação, que explora novas possibilidades para o trabalho na área da informática educativa. Como nas outras escolas da rede, trabalhamos com o Sistema Operacional Linux/VRLivre. O programa utilizado para o trabalho com animação foi o MUAN. Também foi necessário o Audacity para cortar as músicas que fizeram fundo nas mesmas, o Impress para a colocação dos créditos nas imagens que abriram ou fecharam as animações propriamente dita e o editor de vídeo, Avidemux para colocar o fundo musical.
Para a animação, além da criatividade, exploramos atenção, concentração, controle motor, a habilidade de trabalhar em grupo, mais envolvimento com tecnologia e criação.
O trabalho começou com a apresentação para os mesmos de um recurso do aplicativo Gcompris, do nosso Linux Educacional/VRLivre, onde é permitido criar animação com os imagens constantes no aplicativo citado.
Por se tratar de crianças com a faixa etária de 5, 6 anos, pois trabalhei com os segundos períodos, apresentei as ferramentas aos poucos.
Em outro encontro apresentei o recurso do programa que leva as figuras a se movimentarem sozinhas. Assim criaram vários animações.
Combinamos que faríamos uma animação utilizando a câmera fotográfica e os temas se basearam em projetos mais significativos que trabalharam durante o ano.
Para que todos participem do trabalho em todas as fases combinei com as professoras que viriam quatro ou cinco de cada vez. Na sala com a turma toda dei uma explicação geral sobre o que faríamos. No laboratório com para os primeiros apresentei o trabalho no concreto. Uma ou duas crianças movimentam os objetos que serão animados, conforme o trabalho, pois quando eram muitos os objetos a serem movimentados, pedi que duas crianças o fizessem, enquanto outra fotografava. Eram de sete a dez fotos por criança. Após esta quantidade trocamos, quem fotografou,passou a movimentar e quem movimentou fotografou. Quando duas terminaram foram para a sala de aula e a professora enviou mais dois que ao chegar observou o trabalho dos colegas e em seguida colocou a mão na massa. Assim sendo, não precisei de explicar o tempo todo o trabalho e todos participaram.
Uma das turmas que trabalhou com a preservação da natureza, fez o trabalho baseado no assunto. A história se passa em uma área com muitas “tartarugas” que passeiam. Existe uma estrada que passa pelo local e visando a preservação é sinalizada para que os motoristas tenham mais cautela. As crianças construíram as árvores, as placas de sinalização e o cenário.
A História se chama: “O Passeio das Tartarugas” e foi construída pela turma da professora Elaine Sampaio, do 2º período, do 2º turno. 





Para a turma da professora Raquel Rosa, que está muito interessada em leitura, inclusive com umas cinco crianças lendo, sugeri fazermos um trabalho com o alfabeto. O projeto que mais os entusiasmou foi “Regiões do Brasil” e a região preferida foi a do Nordeste. Unimos assim o conhecimento das letras e o forró nordestino e assim surgiu o “Forró das Letras.”



Visando proporcioná-los diferentes formas de fazer animação com o recurso stop motion, convidei a turma da professora Carina para trabalharmos com desenho e o tema da preferência deles foi o conto de fadas. Escolheram “A Cinderela”. A professora recontou a história e uma das crianças foi eleita pela turma para fazer o desenho.


O processo foi o mesmo utilizado nas outras turmas.
Para a turma da professora Deborah propus um trabalho com massinha e como estavam muito interessados nos personagens das lendas, escolheram fazer uma animação com o personagem da mula sem cabeça.

 


Stop Motion que pode ser traduzido como “movimento parado” é uma técnica que utiliza a disposição sequencial de fotografias diferentes de um mesmo objeto inanimado para simular o seu movimento. Estas fotografias são chamadas de quadros e normalmente são tiradas de um mesmo ponto, com o objeto sofrendo uma leve mudança de lugar, afinal é isso que dá a ideia de movimento.

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Os pequenos vivenciam a dança do boi - folclore

Na festa do folclore a turma da sala vermelha da professora Raquel Rosa e da auxiliar Monique Lopes, apresentou a dança do boi. Dança típica da região nordeste. Apresentaram com muita alegria e animação. Só agora consegui o vídeo, por isto posto aqui para que possam ver a graça e alegria dessas crianças.
video

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

E viva a natureza!

A turma da sala vermelha, 2º período da professora Raquel Rosa, apresentou a história abaixo para falar da preservação e de personagens do folclore. A história já foi postada no assunto de regiões do Brasil, mas apresentava muitos ruídos.
Volto a postá-la, agora com menos ruídos.

video

4º ENCONTRO DA FAMÍLIA NO CIRANDINHA


Ocorreu em setembro o 4º encontro da família no Cirandinha porque acreditamos que esta é uma parceria que dá certo.
A parceria Família e Escola sempre foi um elo importantíssimo no desenvolvimento da aprendizagem de qualquer criança ou jovem adolescente.
A família é a base de toda educação e formação. É dela sua responsabilidade no ato de educar. A verdade é que a Escola sozinha não conseguirá levar a diante a responsabilidade de educar e ensinar, já que a responsabilidade maior da escola está em ensinar e a da família está em educar.
À famíllia cabe todo o empenho de acompanhar a formação de seu filho pois, a família é o fator que mais tem influência na educação.
É preciso que a família participe, se faça presente neste acompanhamento.
Por isso, a ação de educar e ensinar devem ser compartilhados entre as duas instituições: família e escola.
Crianças que recebem incentivo das famílias se tornam adultos mais educados e conscientes.
A diretora Nicéia Machado colocou para os pais que O C.M.E.I. Cirandinha estará sempre aberto para os familiares para juntos buscarmos uma educação de qualidade para nossas crianças e assim colaborarmos para a construção de um mundo melhor.
Falou ainda que a participação deles muito nos alegra, pois é mais uma forma de estar presente na escola, enfim na vida destas crianças.

Neste encontro as famílias foram convidadas a mostrar os seus talentos, através de conversas nas portas das salas e de bilhetes.
Alguns dias antes fizeram as inscrições para apresentá-los. 

Tivemos artistas plásticos.








 
Tivemos os talentos musicais, inclusive com um pai que apresentou uma música que compôs para o filho quando ele nasceu.





Algumas meninas que fazem balé em um projeto da PMVR também se apresentaram.

 As professoras também mostraram seus talentos interpretando para a comunidade o teatro da Dona Baratinha.